Eusapia Palladino


Eusapia Paladino foi uma das médiuns de efeitos físicos mais conhecidas da sua época; foi também uma das mais controvertidas. Poucos médiuns atraíram a atenção de tantos e tão proeminentes cientistas como Eusapia. No entanto, ela era uma mulher inculta, de precária educação, temperamental e de saúde instável.

Nasceu em Minervo-Murge, próximo de Bari, em Itália, em 21 de Janeiro de 1854. A sua mãe faleceu em conseqüência deste parto. Em 1866, aos 12 anos de idade, testemunhou o assassinato do seu pai por bandidos. Eusapia viu-se órfã, e foi acolhida em casa de pessoas amigas. Tratava-se de uma família abastada de Nápoles, que a recebeu como empregada doméstica.

Quando era ainda mais nova e morava com o pai, Eusapia ouvia batidas nas peças do mobiliário, para as quais ela dirigia o olhar. Quando ficava no escuro, via olhos a observarem-na. À noite, apavorava-se ao sentir que mãos invisíveis puxavam os seus cobertores.

Era costume na Europa, naquela época, as famílias divertirem-se consultando as mesas girantes. Uma ocasião, as pessoas com as quais ela convivia convenceram-na a sentar-se à mesa na companhia de outros participantes. Passados alguns instantes, a mesa levitou, as cadeiras deslizaram sozinhas pelo chão, as cortinas da sala agitaram-se, os copos, garrafas e outros objetos da cristaleira tiniram, batendo uns nos outros. Feita uma triagem entre os presentes à mesa, logo se descobriu que Eusapia era a potente médium causadora daquilo tudo.

Certa vez, num experimento presidido pelo famoso professor Cesare Lombroso, Eusapia atada a uma cadeira, ou segura com força pelos braços dos curiosos, atrai os móveis que a rodeiam, levanta-os, sustém-nos no ar, e os faz descer, com movimentos ondulatórios, como se obedecessem a uma vontade estranha; aumenta ou diminui o seu peso; golpeia as paredes, o teto e o chão, com ritmo e cadência, respondendo aos convites dos assistentes; clarões parecidos com os da eletricidade saem do seu corpo, envolvem-na ou rodeiam os assistentes dessas cenas maravilhosas; desenha o que se deseja sobre o papel, números, assinaturas, nomes, frases, estendendo apenas a mão para o sítio indicado; coloca-se num lugar qualquer da habitação uma bacia com argila úmida, encontram-se depois de alguns instantes a impressão de uma mão grande ou pequena, a impressão de um rosto de admirável precisão, visto de frente ou de perfil, e de cada qual pode tirar-se um molde. Esta mulher eleva-se no ar, sejam quais forem os laços que a retenham, ficando como que deitada no vazio, contrariando todas as leis da estática e parecendo franquear as da gravidade; faz soar instrumentos de música, órgãos, campainhas, tambores, como se estivessem sendo tocados por mãos, ou agitados pelo sopro de gnomos invisíveis.

Outras sessões foram levadas a efeito: em Tremezzo, Auteil e Choisy Yvrac, em 1896; em Nápoles, Roma, Paris, Montfort e Bordéus, em 1897; em Paris, em Novembro de 1898, perante uma comissão composta dos seguintes cientistas: Camille Flammarion, Charles Richet, De Rochas, Victorien Sardou, Jules Claretie, Adolph Bisson, Gabriel Delanne, Guy de Fontenay e outros; finalmente, em 1901, no Clube Minerva, em Genebra, com a presença dos seguintes observadores: professores Porro, Morselli, Bozzano, Venzano, Lombroso, Vassalo e outros. Além dessas, Eusapia produziu muitas outras sessões, na Europa e na América do Norte, quase todas assistidas por cientistas e também religiosos.

Por falta de espaço merecido e suficiente, não poderemos tecer todos os grandes feitos dessa Médium de grande importância para a Ciência e o Espiritismo. Apenas trazemos uma pequena idéia de seus feitos, que motivaram a ciência a questionar-se e a de certa forma, dar mãos a Religião…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s