O jovem morto de Naim

Lucas 7, 11-17

11 Pouco depois seguiu ele viagem para uma cidade chamada Naim; e iam com ele seus
discípulos e uma grande multidão.

12 Quando chegou perto da porta da cidade, eis que levavam para fora um defunto, filho único de sua mãe, que era viúva; e com ela ia uma grande multidão da cidade.

13 Logo que o Senhor a viu, encheu-se de compaixão por ela, e disse-lhe: Não chores.

14 Então, chegando-se, tocou no esquife e, quando pararam os que o levavam, disse: Moço, a ti te digo: Levanta-te.

15  O que estivera morto sentou-se e começou a falar. Então Jesus o entregou ã sua mãe.

16 O medo se apoderou de todos, e glorificavam a Deus, dizendo: Um grande profeta se levantou entre nós; e: Deus visitou o seu povo.

17 E correu a notícia disto por toda a Judéia e por toda a região circunvizinha.

Ao observarmos essa interessantíssima passagem percebemos no portão de entrada da cidade, dois grandes opostos, dois encontros, o da vida e o da “morte”. De um lado o senhor da vida, do outro, a “morte” seguida pela dor, tristeza e desesperança. Para entendermos melhor a dor daquela viúva, basta entender que, tendo falecido seu marido, a mesma era colocada sob a custódia dos filhos conforme os costumes da época, e não tendo
estes, encontrava-se, até então, à mercê da própria sorte.

O Evangelho nos diz que o jovem “falecido” era filho único desta viúva (Lc 7,12), portanto, a mesma não tinha mais ninguém por si a não ser o próprio Deus.

Dessa leitura, podemos tirar duas grandes situações de aprendizado. A primeira,
estava na dor que dilacerava a alma daquela viúva, sua desesperança de agora não ter mais ninguém em seu favor, ninguém para protegê-la, para dividir contigo os momentos no lar, exceto Deus. Este sempre escuta nossos lamentos, não fica alheio ao nosso sofrimento e vem sempre ao nosso encontro, bastando que tenhamos sintonia para perceber isso.

O Mestre Jesus, senhor e guia é rico em misericórdia e compaixão. E profundamente comovido, traz todo consolo e paz àquele coração sofredor. Um conforto que somente pode ser encontrado em Jesus e seus ensinamentos. A vida daquela viúva voltava agora a ter esperança e a alegria.

Não importa qual seja sua situação, Jesus hoje quer devolver sua alegria, sua esperança e sua vida. Você deseja isso ?  Então coloquemo-nos em condições de receber…

Já não importa seu passado, seus erros, sua indisciplina e nem seus desequilíbrios. Suas dificuldades e suas barreiras, se tornaram um desafio, uma luta para que assim sirvam como aprendizado e crescimento espiritual para você mesmo e para os outros que podem espelhar-se em você e suas atitudes, sejam elas boas ou más.

Outra situação muito interessante para nós, é que aquele corpo jazia sob as sombras do sofrimento e provação, através de grave enfermidade que lhe transmitia a aparência cadavérica e que fatalmente culminaria na morte. Recebe novamente o sopro de vida, o sopro do bem, o influxo energético muito potente, que lhe restabeleceu as forças vitais, possibilitado a rápida e pronta recuperação. As vibrações de amor e paz de Jesus, deram àquele Espírito um comando irresistível… que pelo mérito do rapaz e a vontade do PAI
CELESTIAL, foram atendidos.

“Jovem, eu te ordeno, levanta-te!” (Lc 7,14).
Quantas vezes você jovem, não percebeu esse toque de Jesus em seu “caixão de
morte moral e espiritual” ? Caixão que leva suas alegrias, esperanças, sua fé,
seu equilíbrio e sua vida.

Acolha esse toque de Jesus hoje, conheça o seu evangelho e principalmente pratique seus ensinamentos. Pois somente eles poderão te “ressuscitar” e retomar aquele equilíbrio e alegria que hoje facilmente se esvaem com as nossas imperfeições e má inclinações, diante de um mundo tão atribulado em que hoje nos encontramos .

Aceitemos a proposta do Mestre Amigo em nos reformar, em nos ensinar o caminho da retidão, em nos fazer responsáveis por nossa evolução e partícipes diretos na evolução de nosso próximo.

MUITA PAZ A TODOS !!

Douglas Gallo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s