O Livro dos Médiuns – Estudos sobre as comunicações

Livro dos Mediuns

64. Existem lugares assombrados?

Alguns Espíritos podem ser atraídos por coisas materiais; podem sê-lo por certos lugares, aos quais parecem eleger por domicílio, até que cessem as circunstâncias que os levaram ali: a simpatia por algumas pessoas que ali comparecem ou o desejo de se comunicarem com elas. Suas intenções nem sempre são louváveis, porquanto podem querer exercer uma vingança sobre indivíduos dos quais têm motivos de queixas. A permanência num lugar determinado pode ser também, para alguns Espíritos, uma punição que lhes é infligida, sobretudo se eles cometeram algum crime ali, para que tenham constantemente esse crime diante dos olhos. Não se deve temer os lugares assombrados, porque os Espíritos que assombram certos lugares e neles fazem barulho procuram antes se divertir às custas da credulidade e do medo do que fazer mal. O melhor meio de afastá-los daí é atrair os bons Espíritos, o que se consegue fazendo muito o bem. Façamos sempre o bem e apenas teremos bons Espíritos ao nosso lado. (Item 132, parágrafos 5 a 14)

65. Os Espíritos voltam ao local onde foram enterrados?

Geralmente, não. O corpo era apenas uma vestimenta e eles não se importam com o invólucro que os fez sofrer mais do que o prisioneiro com suas cadeias. A lembrança das pessoas que lhes são queridas é a única coisa à qual ele dão valor. (Item 132, parágrafo 8)

66. Que é tiptologia?

É a linguagem das pancadas. As primeiras manifestações inteligentes foram obtidas por pancadas, que ofereciam recursos muito limitados à comunicação com os Espíritos. As pancadas eram obtidas de dois modos por médiuns especiais. O primeiro, a que se deu o nome de tiptologia pelo básculo, consistia no movimento da mesa que se levanta de um lado, depois cai batendo com o pé. Bastava para isso que o médium pousasse as mãos nos bordos da mesa. Uma pancada significava sim e duas, não. O inconveniente estava na brevidade das respostas e na dificuldade de se formular perguntas de modo a conseguir-se um sim ou um não. Depois surgiu a tiptologia alfabética, em que cada letra do alfabeto era designada por um certo número de pancadas, isto é, uma pancada para o a, duas para o b, e assim por diante. Esse método é também muito moroso e, por isso, surgiu um modo de uso mais corrente, em que a pessoa tinha diante de si um alfabeto inteiramente escrito, bem como a série de números marcando as unidades. Enquanto o médium está na mesa, uma outra pessoa percorre sucessivamente as letras do alfabeto, se se trata de uma palavra, ou a dos números; ao chegar na letra necessária, a mesa bate por si mesma uma pancada e se escreve a letra, e por aí prosseguia a experimentação. Mais tarde utilizou-se a chamada Mesa-Girardin, em lembrança ao uso que dela fazia a senhora Emília de Girardin. Esse instrumento consiste em uma tampa de mesa móvel, de 30 a 40 centímetros de diâmetro, girando livre e facilmente sobre seu eixo, como uma roleta. Ao seu redor, na superfície, estão desenhados os números, as letras e as palavras sim e não. No centro havia uma agulha fixa. Ao pousar o médium seus dedos no bordo da mesinha, esta gira e pára quando a letra desejada está sob a agulha. (Itens 139 a 144)

67. Os Espíritos que se comunicam através de pancadas são chamados Espíritos batedores?

Não; a tiptologia é um meio de comunicação como qualquer outro e não é menos digno dos Espíritos elevados do que a escrita ou a palavra. Os Espíritos que se valem de pancadas não são, por esse motivo, Espíritos batedores. Este nome deve ser reservado para aqueles que se podem chamar batedores de profissão e que, por esse meio gostam de fazer coisas para divertir um grupo. São Espíritos inferiores, a que se aplica muito bem a designação de charlatães ou saltimbancos do mundo espiritual. (Item 145).

Estudo elaborado por ASTOLFO OLEGÁRIO DE OLIVEIRA FILHO
Jornal O Consolador

Ano 1 – N° 9 – 13 de Junho de 2007

 

Anúncios
Esse post foi publicado em artigos. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s