Entrevista : Jorge Hessen – Homosexualidade

Espiritismo e homosexualidade

A questão da homossexualidade ainda encontra grandes entraves de compreensão nas hostes espíritas. Pode-se falar em matrizes espirituais para a homossexualidade?

Jorge Hessen: Sobre o tema escrevemos um artigo, atualmente publicado no site http://meuwebsite.com.br/jorgehessen. Em face disso, pedimos permissão para delongar um pouquinho a resposta. O Espírito que animou o corpo de um homem pode perfeitamente animar o de uma mulher, numa nova existência, e vice-versa, por isto ante os problemas do sexo é importante recordar que todos trazemos nossos enredos particulares, razão pela qual nos revelamos, no Plano Físico, pelas tendências que registramos nos escrínios da intimidade, tipificando-nos na condição de homem ou de mulher, conforme as tarefas que nos cabe realizar.

Nos distinguimos por determinadas peculiaridades no mundo emotivo. Independentemente de preferências, podemos encarnar no corpo de um homem, ou no de uma mulher, tendo a escolha como fator determinante as provas por que precisamos de passar.

A rigor, a homossexualidade ou a homoafetividade não encontra explicações fundamentais nos estudos psicológicos que tratam do assunto em bases materialistas, conforme lembra Emmanuel, mas é perfeitamente compreensível, à luz da reencarnação.

Através de milênios e milênios, passamos por experiências imensas de reencarnações, ora em posição de feminilidade, ora em condições de masculinidade, o que explica o fenômeno da bissexualidade, mais ou menos pronunciado, em quase todas as criaturas.

Explica-nos aquele que foi o mentor de Chico Xavier que a individualidade em trânsito da experiência feminina para a masculina ou vice-versa, ao envergar o casulo físico, demonstrará fatalmente os traços da feminilidade em que terá estagiado por muitos séculos, em que pese o corpo de formação masculina que o segregue, verificando-se análogo processo com referência à mulher nas mesmas condições.

Também há casos em que o homem que abusou das faculdades genésicas, arruinando a existência de muitas mulheres, e a mulher que agiu de igual modo em muitos casos serão induzidos a buscar nova posição, no renascimento físico, em corpo morfologicamente inverso à sua estrutura psicológica, aprendendo, em regime de prisão, a reajustar os próprios sentimentos.

E ainda, em muitos outros casos, há Espíritos cultos e sensíveis que, aspirando a realizar tarefas específicas na elevação de agrupamentos humanos e, consequentemente, na elevação de si próprios, rogam dos Instrutores da Vida Maior que os assistem a própria internação no campo físico em vestimenta carnal oposta à estrutura psicológica pela qual transitoriamente se definem. Escolhem com isso viver temporariamente ocultos na armadura carnal, com o que se garantem contra arrastamentos irreversíveis, no mundo afetivo, de maneira a perseverarem, sem maiores dificuldades, nos objetivos que abraçam.

Observadas as tendências homossexuais dos companheiros reencarnados nessa faixa de prova ou de experiência, recomenda Emmanuel, é forçoso se lhes dê o amparo educativo adequado, tanto quanto se administra instrução à maioria heterossexual. Sexo é espírito e vida, a serviço da felicidade e da harmonia do Universo, destarte reclama responsabilidade e discernimento, onde e quando se expresse, nunca nos esquecendo de que todos os assuntos nessa área se especificam na intimidade da consciência de cada um.

 

Jornal O Consolador
Ano 1 – N° 8 – 2007
Anúncios
Esse post foi publicado em artigos. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s