O Evangelho no Lar ***LUZ e Proteção***

evangelho no lar

O culto do Evangelho no Lar não é uma inovação. É uma necessidade em toda parte onde o Cristianismo lance raízes de aperfeiçoamento e sublimação.

A Boa Nova seguiu da Manjedoura para as praças públicas e avançou da casa humilde de Simão Pedro para a glorificação no Pentecostes.

A palavra do Senhor soou, primeiramente, sob o teto simples de Nazaré e, certo, se fará ouvir, de novo, por nosso intermédio, antes de tudo, no círculo dos nossos familiares e afeiçoados, com os quais devemos atender às obrigações que nos competem no tempo.

Quando o ensinamento do Mestre vibra entre as quatro paredes de um templo doméstico, os pequeninos sacrifícios tecem a felicidade comum.

A observação impensada é ouvida sem revolta.

A calúnia é isolada no algodão do silêncio.

A enfermidade é recebida com calma.

O erro alheio encontra compaixão.

A maldade não encontra brechas para insinuar-se.

E aí dentro desse paraíso que alguns já estão edificando, a benefício deles e dos outros, o estímulo é um cântico de solidariedade incessante, a bondade é uma fonte inexaurível de paz e entendimento, a gentileza é inspiração de todas as horas, o sorriso é a sombra de cada um e a palavra permanece revestida de luz, vinculada ao amor que o Amigo Celeste nos legou.

Somente depois da experiência evangélica do lar, o coração está realmente habilitado para distribuir o pão divino da Boa Nova, junto da multidão, embora devamos o esclarecimento amigo e o conselho santificante aos companheiros da romagem humana, em todas as circunstâncias.

Não olvidemos, assim, os impositivos da aplicação com o Cristo, no santuário familiar, onde nos cabe o exemplo da paciência, compreensão, fraternidade, serviço, fé e bom ânimo, sob o reinado legítimo do amor, porque, estudando a Palavra do Céu em quatro Evangelhos, que constituem o Testamento da Luz, somos cada um de nós o quinto Evangelho inacabado, mas vivo e atuante, que estamos escrevendo com os próprios testemunhos, a fim de que a nossa vida seja uma revelação de Jesus, aberta ao olhar e à apreciação de todos, sem necessidade de utilizarmos muitas palavras de advertência ou na pregação.

Emmanuel

Do livro Luz no Lar, por Francisco Cândido Xavier

***************************************************

ROTEIRO PARA A PRÁTICA DO EVANGELHO NO LAR

Como Fazer o Evangelho no Lar:

Existe um roteiro a seguir que é quase padrão, o que não impede de usarmos um pouco de nossa sensibilidade na prática do mesmo:

Escolhe-se um dia da semana e horário fixo para a realização da reunião, que deverá ser seguido de preferência com constância e pontualidade para facilitar o trabalho de assistência espiritual.

Elege-se um dos membros da família para direção do Evangelho, de preferência o que tiver maior conhecimento doutrinário e/ou evangélico, cabe lembrar que todos participarão com seus comentários e vibrações, onde a harmonia, respeito e união deverão prevalecer durante todo o momento.

Coloca-se um recipiente com água para fluidificação no local, que deverá ser distribuído entre os participantes no final da atividade. (Opcional)

1-Iniciar o evangelho com uma prece espontânea buscando a sintonia com os planos superiores, mentalizando o Mestre Jesus.

2-Leitura e reflexão de uma mensagem edificante. (Gosto dos livros de bolso de Lourival Lopes, Carlos Pastorino, Valdemir P. Barbosa).

3-Leitura em voz alta do Evangelho Segundo o Espiritismo. (Pode ser lido sequencialmente a cada reunião, ou escolhido aleatoriamente abrindo-se uma de suas páginas).

4-Comentários do texto lido pelos participantes que se dispuserem, evitando-se divergências, críticas, polêmicas. Pode-se abrir um espaço para breves comentários de vivências e aprendizados em torno da mensagem.

5-Após os comentários, fazer vibrações mentalizando-se o Mestre Jesus e emitindo energias positivas de amor, harmonia e paz, envolvendo o ambiente e a todos os participantes estendendo-se essas vibrações a toda família universal e ao nosso planeta.

6-Prece de encerramento agradecendo a Deus, a espiritualidade maior pelas bênçãos recebidas e pedindo proteção a todos para que estejam sempre reunidos no estudo do evangelho.

Convém lembrar que o Evangelho no Lar não é uma sessão mediúnica, e não se deve abrir nele qualquer tipo de manifestação nesse sentido.

Anúncios
Esse post foi publicado em artigos. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s