ABORTO: CAUSA DE DORES NOS DOIS MUNDOS E ADIAMENTO DA EVOLUÇÃO DO ESPÍRITO

aborto

O aborto adia a oportunidade do espírito se reencarnar, consequentemente de aprender, corrigir e aperfeiçoar sua conduta moral.

O aborto é segundo as definições existentes a morte do embrião ou feto, que pode ser espontânea ou provocada. De acordo com a ciência ele é espontâneo quando há alterações genéticas no embrião que não permite que ele se desenvolva e provocado quando há interrupção intencional na gestação.

Já o espiritismo como uma doutrina que expande a visão, vê na interrupção da gestação, se de maneira espontânea, inúmeras possibilidades como o receio do espírito que vai reencarnar de enfrentar as provas que assumiu; a revolta por ter sido abortado intencionalmente várias vezes; necessidade de apenas reconstruir a forma do seu perispírito; entre tantas outras. Já para a gestante que aborta seja qual for o motivo, a situação é mais grave, pois nesse caso está sendo negada a chance de um espírito que cometeu erros, que se arrependeu e que espera ansiosamente para voltar à Terra de se corrigir, evoluir.

No livro Os abortados de Nércio Antônio Alves, ditado por espíritos que tiveram negada a chance de reencarnar, eu pude compreender a dimensão desse ato. Muitos são os relatos feitos e que me chamaram a atenção, em especial dois. O primeiro é referente à um casal que esperava um filho, porém devido à complicações na gravidez a mulher teve que abortar para salvar sua própria vida. Tudo isso foi uma consequência de vidas passadas, na qual o espírito que ia reencarnar era uma enfermeira que praticava abortos e aqueles que seriam seus pais abandonavam seus filhos ao relento, sem ter a responsabilidade de educá-los. Por isso nessa vida o casal não conseguiria ter filhos e o espírito da enfermeira teria de passar por diversas situações dessa até quitar seus débitos devido aos abortos que praticara. A segunda é referente à abortos provocados por insistência daquele que seria o pai, sempre alegando a falta de condição financeira adequada para recepcionar uma criança. Quando se viram numa idade mediana, desejaram um filho o qual não conseguiram ter, pela revolta do espírito em ter sido abortado tantas vezes e que quis vingar-se levando também ao óbito aquela que seria sua mãe.

Essas histórias como tantas outras que ouvimos por aí nos faz atentar na responsabilidade que é de receber um espírito como filho para educá-lo. É preciso estar ciente de que ele é um ser que está em evolução assim como nós e é nossa responsabilidade prepará-lo para os embates da vida, mostrando-lhe o certo, o errado e as consequências de cada ato. Auxiliando para que ele possa ter uma ascensão moral, pequena que seja; porém para que tudo isso ocorra é necessário que ele reencarne.
O aborto é destrutivo, é traumatizante, causam dores nos dois mundos. É contrário à lei de Deus que é a vida e tal afirmação pode ser comprovada em O Livro dos Espíritos na questão 880: ‘’Qual o primeiro de todos os direitos naturais do homem? – O de viver. Por isso é que ninguém tem o de atentar contra a vida de seu semelhante, nem de fazer o que quer que possa comprometer-lhe a existência corporal”.
Enfim, que possamos tirar de lição que Deus faz tudo perfeito e oferece ao homem as condições que ele precisa para seu aprimoramento e para passar pelas provas que escolheu. Mesmo quando tudo parece difícil aos nossos olhos sempre há a mão Dele cuidando, auxiliando. Ele deseja ver todos os seus filhos caminhando rumo ao progresso, vindo e indo até que ache seu estado de paz, conduta moral, que seja capaz de respeitar seus semelhantes e amá-los.
Portanto, cabe a nós espíritas e a todos que tenham o mínimo de consciência, orar para que os abortos não sejam mais praticados e amparar quem quer que apareça em nosso caminho que esteja à espera de um filho para que possa ter a coragem necessária para cumprir com os compromissos que assumiu.

 

Escrito por  : Camila Alves

Colaboradora do GRUPO ESPÍRITA SEMENTEIRA DE LUZ

( Pouso Alegre – MG )

Anúncios
Esse post foi publicado em artigos. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s